Esta é uma das conclusões de um relatório da WWF, que alerta para o mau comportamento e inconsciência que se traduzem em continuarmos “a esticar a corda” relativamente aos limites dos ecossistemas. Em primeiro lugar no ranking da pegada ecológica, enquanto país com pior desempenho ambiental, surge o Qatar e antes de Portugal aparecem países como os EUA, Austrália, Canadá, França, Itália, Reino Unido, Países Baixos, Bélgica, Espanha, Suíça e Alemanha. Portugal está, aliás, abaixo da média europeia, que era de 4,69 gha por pessoa em 2018 e acima da mundial que é de 2,84 gha por pessoa.  O físico e presidente do Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável, Filipe Duarte Santos, aponta aqui o facto de a população portuguesa exercer uma pressão muito menor nos ecossistemas quando comparado com países como a Holanda, onde a densidade populacional é muito superior. Ler mais aqui.